Algumas contribuições psicodramáticas

No Brasil a abordagem chamada de psicodrama inicialmente exerceu influência teórica e pratica com a psicoterapia e dinâmica de grupo conforme os psicodramatistas brasileiros Gonzalves , Wolff e Almeida (1988) no qual as ideias do fundador do Psicodrama Jacob Levy Moreno , despertou interesse em educadores , sociólogos , psiquiatras e psicólogos.

Embora esses mesmos autores falassem sobre outras formas de atuação psicodramática.

A revista da FEBRAP do ano 2007 , número 2 na pagina das aplicações do psicodrama mostrou a diversidade de atuação psicodramatica :

Psicoterapia processual , sistematizada , grupal  e individual ;

Método de diagnóstico clínico ;

Psicoterapia breve;

Ato terapêutico : vivências , psicodrama público , workshop , teatro , sessões abertas , jornal vivo , psicoterapia de sensibilização , mobilização sociodinâmica  e forma de divulgação da técnica;

Estudo diagnóstico e terapêutico de grupos sociais amplos : comunidades , grupos étnicos e raciais , clubes , associações , escolas , partidos políticos , etc;

Estudo diagnóstico e terapêutico de grupos sociais configurados : prisões , reformatórios , conventos e asilos ;

Estudo diagnóstico e terapêutico das instituições nos seus aspectos burocráticos e funcionais;

Processo pedagógico ,  como metodologia de ensino ;

Processo de aperfeiçoamento das relações humanas em casa , na escola , trabalho e na convivência social ;

Processo de treinamento de lideranças grupais e comunitárias ;

Processo de pesquisa no campo da assistência e do trabalho social;

Processo de treinamento criativo de pessoal e de equipes profissionais (rolem playing)

A pratica e teoria psicodramática conforme os autores Fonseca (1980) Didier (1981) Móyses (1988) (1990) Marineu (1989) além de sua diversidade de atuação , explicam que o objetivo do psicodrama é resgatar a espontaneidade e criatividade das pessoas , procurando entender como eram desenvolvidas os papéis do sujeito em toda a sua existência .

Descobrindo também aonde era o local de seu desenvolvimento (lócus) como eram desenvolvidas essas relações com os seus membros familiares (matrix de identidade) como era o desenvolvimento ao longo de uma história de vida (status nascendi) entendendo como eram constituídas essas relações durante outros processos sociais e suas escolhas , essas ideias foram defendidas pelo o seu fundador Jacob Levy Moreno que nasceu em Bucareste em 1889 e faleceu em 1974 nos EUA.

Segundo Moreno (1975) o psicodrama por ser definido como uma ciência que estuda por métodos dramáticos.

Para moreno (1959) (1975) (1983) o teatro era um método cientifico adequado , pois era uma forma objetiva para lidar com questões delicadas da vida humana ,além de representar toda a vida do sujeito , nisso o diretor (terapeuta) poderia observar de maneira concreta esses estados emocionais no momento em que eram representados esses dramas .

Podemos acompanhar os trabalhos dramáticos de Moreno (1959) (1975) (1983) com as descrições de sua metodologia psicodramatica além de suas teorias.

As teorias escritas por Moreno nesses três livros podemos citar resumidamente : Psicoterapia de grupo , a sociometria , sociograma , método psicodramático , modificações dos métodos psicodramáticos , tele , transferência , encontro , espontaneidade , criatividade , conserva cultural , teoria dos papéis , Locus , status nascendi , matrix de identidade , passagem ao ato, catarse e psicodrama e existencialismo .

As teorias de Moreno (1959) (1975) (1983) ajudam a descrever e dar base para fundamentação de suas intervenções psicodramáticas no qual citaremos algumas : teste sociométrico , teste da espontaneidade , teste de desempenho de papéis , atendimento para casais , atendimento para crianças , atendimento para adolescentes , atendimento a pacientes com esquizofrenia , atendimento a pacientes com neurose de ansiedade, preconceito racial , treinamento de papéis profissionais , trabalhos em escolas , trabalhos em presídio , trabalhos em hospitais .

O legado de moreno para o psicodrama segundo Ramon Sarró apud Fonseca (1980) esta dividido em cinco fases : primeira fase religiosa , na segunda fase criação do psicodrama , na terceira fase criação da psicoterapia de grupo , na quarta fase sociometria e na quinta fase sociatria.

Enquanto os autores Fonseca (1980) Didier (1981)Móyses (1988) e Marinaeu (1989) relataram várias passagens de sua vida , apontamos alguns trechos da obra de moreno :

Entre 1910 e 1914 nos jardins de Viena desenvolveu trabalhos de grupos com crianças ;

Entre 1913 e 1914 desenvolveu trabalhos com prostitutas;

Entre 1915 e 1917 desenvolveu um trabalho com campos de refugiados;

Em 1921 realizou o teatro espontâneo , em seguida surgiu o teatro terapêutico;

Em 1925 foi para os EUA , havendo uma mudança na sua escrita dando passagem de uma fase mais mística passando para uma escrita mais cientifica , com artigos , revistas , livros sobre psicoterapia de grupo , sociometria .

Em 1931 realizou pesquisas sociométricas no presídio Sing Sing ;

Em 1932-1934 , realizou pesquisa sociométricas na escola de moças em Nova York em seguida desenvolveu treinamento de papéis profissionais para esta moças;

Em 1936 começou atender os seus pacientes no seu consultório no Beacon Hill Sanatorium , nisso desenvolveu o psicodrama e psicoterapia de grupo;

Em 1964 são iniciados congressos internacionais de psicodrama antes de sua morte em 1974 , levando a divulgação do psicodrama pelo mundo , lançando muitas escolas de psicodrama .

Segundo Perazzo (1994) (1999) O psicodrama surgiu no Brasil na década de 70 em São Paulo no MASP, em seguida surgiu a FEBRAP, revista da FEBRAP , artigos de psicodrama , monografias , teses , livros .

A contribuição de Moreno é vasta e não dá para ser resumida neste artigo , o psicodrama tem uma metodologia cientifica que descreve o ser humano numa filosofia fenomenológica existencial , tendo compreensão dos conteúdos do sujeito no aqui e agora , buscando através do lúdico resgatar a capacidade humana perdida , buscando promover no sujeito a resposta aos seus problemas , procurando compreender os papeis vividos por ele e ajudando-o  a compreender  as suas relações com a sociedade.

Em mais seções iremos explorar este universo Moreniano e o psicodrama .

Referências pesquisadas

J L Moreno . psicoterapia de grupo e psicodrama . São Paulo ,  Ed mestre jou ,1959.

J l Moreno . psicodrama . são Paulo , ed  cultrix ,  1975

J l Moreno . Fundamentos de psicodrama . são Paulo , Ed  summus ,  1983.

Fonseca, José . psicodrama da loucura: correlações entre Buber e Moreno. São Paulo , Ed ágora, 1980

Anzier, Didier.  psicodrama analítico . Rio de Janeiro ,  Ed campus ,  1981

Aguiar, Moysés . Teatro da anarquia um resgate do psicodrama.  Ed papirus , são Paulo , 1988.

Gonzalves , Camilla Salles , Wolff , José Roberto , de Almeida , Wilson Castello. Lições de psicodrama : introdução ao pensamento de J L Moreno .são Paulo , Ed ágora , 1988.

Marineu, René F. Jacob Levy Moreno 1889-1974 pai do psicodrama , da sociometria e da psicoterapia de grupo. São Paulo , Ed ágora , 1989.

Perazzo , Sergio . ainda e sempre psicodrama. São Paulo , Ed ágora , 1994.

Perazzo , Sergio . fragmentos de um olhar psicodramático . são Paulo , Ed ágora, 1999.

Revista brasileira de psicodrama vol 15 número 2, ano 2007 .

Anúncios

síndrome de Burnout

A síndrome de Burnout conhecida como esgotamento profissional , o termo em inglês  burn out , queimar por completo, este termo foi denominado pelo psicanalista nova-iorquino, Freudenberger, após constatá-la em si mesmo, na década de 70.

Os sintomas do burnout  são constituidos desde aspectos  psíquicos , comportamentais e fisícos : despersonalização , sensação de incapacidade , desgate físico, agressividade , irritação,avaliação negativa de si mesmo , fortes dores de cabeça , tonturas , tremores , muita falta de ar, oscilações de humor, distúrbios do sono, dificuldade de concentração, problemas digestivos .

Geralmente esta doença pode afetar  profissionais como : medicos , enfermeiros , cuidadores de idosos , assistentes sociais , psicólogos , taxistas , telemarketing , etc.

Esta doença pode evoluir da seguinte forma  :

  • Necessidade de se afirmar
  • Dedicação intensificada – com predominância da necessidade de fazer tudo sozinho;
  • Descaso com as necessidades pessoais – comer, dormir, sair com os amigos começam a perder o sentido;
  • Recalque de conflitos – o portador percebe que algo não vai bem, mas não enfrenta o problema. É quando ocorrem as manifestações físicas;
  • Reinterpretação dos valores – isolamento, fuga dos conflitos. O que antes tinha valor sofre desvalorização: lazer, casa, amigos, e a única medida da auto-estima é o trabalho;
  • Negação de problemas – nessa fase os outros são completamente desvalorizados e tidos como incapazes. Os contatos sociais são repelidos, cinismo e agressão são os sinais mais evidentes;
  • Recolhimento;
  • Mudanças evidentes de comportamento;
  • Despersonalização;
  • Vazio interior;
  • Depressão – marcas de indiferença, desesperança, exaustão. A vida perde o sentido;
  • E, finalmente, a síndrome do esgotamento profissional propriamente dita, que corresponde ao colapso físico e mental. Esse estágio é considerado de emergência e a ajuda médica e psicológica uma urgência.

O diagnostico diferencial do burnout é necessario para diferenciar de outras doenças com sintomas parecidos como a depressão e o stress , que se diferenciam  da síndrome de burnout pelo fato desta doença se referir  uma sintomatologia no contexto  profissional .

Quando a pessoa apresentar os sintomas desta doença precisa de um tratamento  medicamentoso  ou psicoterapêutico .

O medicamento vai ajudar nos sintomas fisicos , a terapia vai trabalhar o emocional e as atitudes do paciente diante da doença . Mas existem outras maneiras terapêuticas que podem proporcionar o bem estar do individuo diminuindo também os sintomas anteriormente citados como o grupo de apoio a profissionais.

Por isso a importância do aspecto preventivo , pois através da informação as pessoas podem evitar que esses sintomas possam acontecer tomando cuidados  antecipados como garantir a qualidade de vida , evitando assim  algumas atitudes prejudiciais a sua saúde.

A orientação profissional no mundo globalizado

No mundo globalizado de extrema competição , os profissionais precisam desenvolver talentos que se deferenciem dos demais , pois o mercado esta saturado de trabalhadores e serviços oferecidos .
Uma das consequências mundiais é o aumento do desemprego que aumenta ainda mais esse problema segundo Rifin (2004) só em 2001 havia mais de um bilhão de pessoas desempregadas ou em subempregos.
Outra questão importante na atualidade apontada por de Masi (2000) e chiavenato (2002) além dos clientes estarem exigentes , buscam-se profissionais criativos e espontâneos que saibam se adaptar as novas demandas do mercado , principalmente com o uso de novas tecnologias e de mudanças culturais.
segundo Soares (2002) e Martins (1999) outro aspecto que atrapalha o desenvolvimento de carreira é falta de auto-conheciemento dos talentos e dificuldades na area profissional.
O sociologo do trabalho de Masi comentou este ano :” as escolas deveriam ensinar o aluno não só para trabalho mais para vida ”, sua fala nos faz refletir outros estudiosos do comportamento como Golemam (1995) , Gardner (1996) , Feijó (2006) que defendem que as escolas deveriam auxiliar os adolescentes para assuntos relacionados a sua vida afetiva , descobertas de suas pontecialidades e dificuldades de personalidade. Estudiosos do desenvolvimento humano chamam este periodo de adolescência é uma fase de descoberta da  identidade no qual o sujeito vai buscar conhecer todos os aspectos que compõem a sua existência , principalmente no campo profissional.
Na grade curricular das escolas geralmente não são abordados estes temas , na maioria dão mais ênfase ao aspecto cognitivo , os conteúdos são passados de forma que não conseguem estabelecer uma relação com a vida dos alunos , quando se cria algum programa não ocorre de maneira consistente , só mostrando alguns profissionais e não havendo uma avaliação psíquica mais apurada do processo de escolha dos seus alunos .
Os cursos técnicos e escolas profissionalizantes pressupõem que o seus alunos já saibam , pois escolheram um dos seus cursos.
O problema esta também no meio familiar , pois os pais costumam reagir de formas extremas como: alguns não tem tempo para conversar com os seus filhos , outros interferem demais direcionando a própria escolha do filho.
O resultado disso tudo vai ser : escolha equivocada , mudança constante de emprego , insatisfação no ambiente de trabalho , serviços mal realizados , stress ,  doenças ocupacionais , etc.
Por todos esses motivos acima mencionados chamamos os leitores a refletir sobre a  importância da orientação profissional na era globalizada , diriamos que a função da orientação profissional é de auxiliar os jovens nesse processo de escolha , ministrando informações das profissões , trabalhando sentimentos angústiantes , num espaço que promova o auto-conhecimento de maneira lúdica , levando os jovens a descobrir os seus talentos e fazendo-os pensar de que maneira poderão se inserir num mercado globalizado.

Cenas de filmes

Na atualidade a neurociência teve um avanço em pesquisas sobre o funcionamento cerebral com uma metodologia que realiza mudanças no comportamento humano, autores como Golemam (1995) e Gardner (1995) criaram meios educacionais que estimulam diferentes áreas cerebrais .

Uma das comprovações estudadas pela neurociência é que a região visual é mais usada pelas pessoas para o aprendizado do meio externo, portanto as técnicas visuais deveriam ser mais utilizadas , um exemplo disso é o uso de filmes para treinar habilidades e conhecimentos  das pessoas.

Na obra clássica da psicologia industrial os autores Tiffin e McCormick (1975) relatam que o uso de filmes para treinamento já eram usados desde da segunda guerra mundial tendo um considerável índice de aproveitamento na preparação dos soldados e também na área industrial .

Autores que tratam de treinamento e palestras nas empresas como Chiavenato (2009) (1999) e Reinaldo Polito (1999) citam o filme como um método importante no processo de aprendizagem , mas alertam para o fato de o expositor ter o cuidado na administração do material a ser usado para se adequar ao conteúdo da exposição.

Segundo Moreno (1975) o criador do psicodrama descobriu que os filmes poderia ser terapêuticos chamando estas técnicas do mesmo nome.

Os filmes terapêuticos eram organizados por técnicos de cinema e o diretor –psicoterapeuta  , o terapeuta deveria  ter o cuidado na escolha das cenas a serem usadas para apresentação de um público.

O psicólogo brasileiro Camon (2011) autor existencialista atuando na área da psicologia da saúde fundamentou um trabalho com filmes utilizando como recurso critico de analise , sendo usado para vários temas como : saúde mental , vazio existencial , solidão , suicídio , desespero humano , sentido da vida.

O filme além de proporcionar uma visão critica da situação existencial , pode nos ajudar a refletir sobre os nossos sentimentos , pois através do processo psíquico de introjeção e projeção o espectador se identifica na tela com alguma situação vivida e ao mesmo tempo elabora algo, além deste método  também proporcionar diversão .

Esta técnica é composta por enredo , música , fotografia ,roteiro , figurino , etc . todos os elementos vão influenciar na composição de um bom filme , Camom criticou as obras cinematográficas americanas que não inspiram grandes discussões .

Nisso constatamos pelos autores anteriormente citados que um facilitador deverá ter o cuidado de organizar  cenas mais adequadas para as discussões , pois   só assim  poderá criar um espaço de crescimento dos participantes levando –os a curiosidade  , proporcionando uma participação ativa do conhecimento  tornando o ambiente rico de sentido .

Por isso psicodrama pedagógico é uma das abordagens mais indicadas para tal situação , pois permite uma aprendizagem que utiliza de recursos criativos como cenas de filme, estimulando a participação das pessoas de maneira lúdica trabalhando não só o aspecto intelectual , mas também o emocional num ambiente de encontro entre facilitador e participante.

Referência bibliográfica

Valdemar Augusto Angerami , Camom (org) psicologia da saúde : um novo significado para a prática clinica . São Paulo , Ed cengage learning, , 2011.

Chiavenato , Idalberto . Treinamento e desenvolvimento de recursos humanos : como incrementar talentos na empresa.  Barueri –SP , Ed manole, 2009.

Antunes , Celso . As inteligências múltiplas e seus estímulos . Campinas –sp , ed papirus , 2008.

De Almeida cunha, Cristiano José castro. (org) manual do moderador : facilitador a aprendizagem de adultos . Florianópolis , IEA- instituto de estudos avançados , 2002.

Antunes , Celso . Trabalhando habilidades : construindo ideias . São Paulo , ed scipione , 2001.

Polito , Reinaldo . Assim  é que se fala :  como organizar a fala e transmitir idéias , São Paulo , Ed Saraiva , 1999.

Fonseca Filho , José de Souza . Psicodrama da loucura : correlações entre Buber e Moreno ,São Paulo , Ed ágora , 1980.

Anzieu , Didier . Psicodrama analítico. Rio de Janeiro ,  Ed campus , 1981.

 Moreno ,  j l .  psicodrama . São Paulo , ed Cultriz , 1975.

Tiffin  , Joseph . psicologia industrial . São Paulo , Ed epu , 1975.

Psicologia nos asilos

Nos últimos anos no Brasil tem havido um aumento do interesse pelo tema sobre a terceira idade por diferentes áreas como : gerontologia , sociologia , enfermagem , psicologia ,etc.

O crescente interesse das ciências por este assunto é devido também a um aumento da população idosa brasileira que segundo o IBGE em 2000 era de 15,5 milhões , a estimativa para 2025 é um crescimento que ficará em torno de 32 milhões de idosos.

O aumento desta , levanta também questionamentos nos especialistas sobre o quadro de doenças que possam surgir na terceira idade .

O envelhecimento é assunto complexo que precisa ser entendido para evitar preconceitos , pois pessoas que não entendem podem ter atitudes equivocadas na suas relações com os idosos , principalmente com dificuldades para lidar com algumas patologias : mal de alzheimer , demência vascular , mal de parkison , etc.

Este processo patológico chamado de senilidade , no qual o indivíduo tem um perda na sua autonomia , dificultando a sua sobrevivência no meio ambiente.

Diferente do processo natural do envelhecer chamado senescência , pois  a pessoa consegue ainda sobreviver , mas como algumas alterações fisícas (como redução da força , falta de firmeza nas mãos e pernas , etc)

Ocorrendo mudanças também nos papéis sociais , o indivíduo perde alguns papéis de adulto , devido a emancipação dos filhos e o desagajamento profissional ou aposentadoria.

Assim tem havido em consequência deste crescimento populacional , um aumento de instituições que abrigam idosos espalhadas por todo país que são responsáveis em oferecer cuidados a estas pessoas.

Com isso foram criadas leis que têm objetivo de fiscalizar estes asilos , avaliando as condições físicas e formas de serviços oferecidos ao seu público.

Numa pesquisa feita em asilos no Brasil , além de se observar problemas na estrutura fisíca , se detectou que não ocorre programas que estimulem atividades que desenvolvam o potencial do idoso.

A consequências observadas nos idosos foram : diminuição da auto-estima , sentimento de insegurança e exclusão , amplo nível de sedentarismo gerada pela incapacidade fisíca e mental , perda de autonomia e carência afetiva .

Estas instituições precisam também desenvolver projetos com os seus atendidos , dispondo de profissionais da saúde que saibam trabalhar de maneira multidisciplinar, pois como vimos as doenças ou processo de envelhecimento é algo complexo , por isso necessitam de um trabalho em equipe que formulem estratégias que possam resolver as situações debatidas.

A psicologia é uma das áreas que tem um papel importante neste processo , contribuindo para saúde dos profissionais , das familias e dos pacientes . Ao longo dos anos têm sido desenvolvidos muitos projetos científicos variados para a terceira idade tais como : orientação para reabilitação , estimulação cognitiva , treino cognitivo , treino de memória , reabilitação neuropsicologica , reabilitação psicossocial , psicoterapia , etc.

Referência bibliográfica
Revista saúde e pesquisa , vol 2 , n-2 , p-217-224 , mai/ago , 2009.

Antunes , Celso . As inteligências múltiplas e seus estímulos . Campinas –sp , ed papirus , 2008.

Revista saúde pública , 42(2) , p302- 307, 2008.

Revista de educação , vol XI , n-11 , ano 2008.

Interface – Comunic , Saúde , Educ , v.11 , n.22, p.271-80 ,  mai/ago 2007.

Rev Esc Enfermagem 2007; 41(3) : 378-85.

Psicologia & Sociedade; 18 (2) : 89-98 ; mai ./ ago. 2006.

Revista de Ciências Humanas , Florianópolis , EDUFSC , n. 40 , p. 469-489 , Out 2006.

Histórias que dão sentido

Na atualidade podemos acompanhar as muitas transformações na sociedade na cultura, economia, tecnologia, verificando os aspectos positivos e negativos de tudo isso, mesmo havendo mudanças positivas, as pessoas acompanham tragédias naturais, crises econômicas ,problemas sociais , violência , desemprego, etc.

Todos estes problemas acima citados podem criar em algumas pessoas um sentimento de incerteza diante do futuro que Segundo Elizabeth Lukas (1993) isso gera uma falta de sentido.

A abordagem psicológica logoterapia chamou a este fenômeno de vazio existencial,no qual o seu criador Viktor Frankl (2007) (1990) (1990) explica a este fenômeno  como uma falta de sentido que não é patogênico mas sintomático .

A depressão é uma das doenças que podem exemplificar esta situação,as causas podem ser variadas, principalmente causada pela falta de sentido,no qual  uma pessoa não consegue elaborar os seus sofrimentos, não conseguindo entender o sentido para tal situação mergulhando ainda mais no seu problema.

Segundo Viktor Frankl (1990) e o psicodramatista Wilson Castello de Almeida (1988) as pessoas podem buscar soluções e explicações para os problemas da vida em filosofias, religiões , ciências ,artes , tudo isso são formas que ajudam as pessoas na descoberta com elas mesmas.

Mas Segundo frankl (2007) (1990) o sentido da vida é algo no qual deve ser construído diariamente, necessitando de transformações reais.  Descobertas essas que sejam vistas para elas como significativas e verdadeiras, por meio delas as pessoas conseguem entender as suas vidas,pois em nossa vida passamos por períodos de dificuldades, então sempre precisando elaborar um novo sentido para viver.

Frankl(1990) comenta ainda que as pessoas podem inspirar a outras para encontrar sentido existencial, ou seja por meio de relatos de histórias reais que sejam exemplos de vida que motivem a existência de alguém .

Segundo Frankl  (2007) a sua teoria psicológica surgiu  no período em que viveu no campo de concentração na segunda guerra mundial,lá pode observar como cada pessoa lidava com aquela experiência humilhante , observou que algumas pessoas se suicidavam quando não tinham mais razão para lutar, enquanto outros continuavam lutando para sobreviver.

No seu relato pessoal Frankl (2007) citou que uma das fontes de inspiração para continuar vivo foi o desejo de reencontrar a sua esposa e escrever aquela experiência dolorosa em um livro.

Frankl ainda (1990) contou um exemplo de vida ,sobre um pai construtor de estradas de ferro que superou a morte do seu filho que ia começar fazer faculdade , decidiu construir uma  universidade ,chamada de Stanford .

Segundo Frankl (1990) apud Georg Moser, contou uma historia sobre um lixeiro que procurava brinquedos jogados nos tonéis de lixo para em seguida consertar-los ,doando para as crianças.

Outro relato contado pelo pensador grego Laércio sobre um grande filosofo, antes de se tornar um dos maiores pensadores da humanidade, foi um escultor medíocre, fez aulas de bailado sem sucesso , freqüentou aulas de música , finalmente se tornou um educador de jovens ricos , mas aos trinta e oito anos ainda estava insatisfeito com sua vida quando chegou no templo do Delfos  leu um pensamento: ’’Conhece te a ti mesmo “.

Assim esse homem passou a educar jovens atenienses sobre muitas questões principalmente sobre política, assim fez de sua vida algo diferente, tinha um propósito de levar a reflexão para todos , o seu nome foi Sócrates.

Outra historia conta sobre uma notável mulher que foi escritora, jornalista, palestrante, foi cega, surda e muda,mesmo assim lutou para mostrar a todos  que nem uma deficiência múltipla poderia parar a determinação da brilhante Hellen Keller.

Em 1970, um professor chamado Jim Ellis mudou a vida de uma comunidade num bairro da cidade americana da Filadélfia, conseguindo formar uma equipe de natação num clube falido, treinando um grupo de jovens indisciplinados, esse relato pode ser visto no filme Pride o orgulho de uma nação.

O filme garotas do calendário, contou a história de um grupo de mulheres voluntárias na Irlanda que tiveram uma idéia original para época, criaram um calendário sensual de senhoras da terceira idade para ajudar um hospital da cidade, este fato nos mostra como um grupo pode contribuir para sociedade.

No filme juntos pela vida, contou a historia de uma portadora de HIV e ex-usuária de drogas, além de lutar em sua comunidade para evitar a propagação da doença, tentava reconquistar a confiança de sua família, podemos perceber neste drama que o sentido é bem dinâmico, portanto sempre estaremos reelaborando um sentido para viver.

Assim existem outras histórias de vida e superação que não foram contadas aqui,esses relatos não representam os maiores exemplos de vida ,são apenas pequenos exemplos de superação , cada um escolhe o seu exemplo de vida  e constrói a sua existência .

Para Frankl (2007) o sentido da vida é único, não pode ser definido para alguém mas pode ser  descoberto na existência pela pessoa através de reflexões diárias sobre qual deve o seu sentido para viver.

Fontes consultadas.

Frankl , Viktor E. Em busca de sentido: um psicólogo no campo de concentração .ed sinodal ;Ed vozes , Petrópolis –RJ, 2007.

Sócrates vida e pensamento. Livro Martin Claret clipping, 1996.

Lukas , Elisabeth . Mentalização e saúde : a arte de viver e logoterapia . Ed vozes, Petrópolis -RJ , 1993.

Frankl,V . A questão do sentido em psicoterapia. Ed Papirus , campinas –SP, 1990.

Fabry, Joseph. Aplicações práticas da logoterapia. Ed ECE, São Paul ,1990.

De Almeida , Wilson Castello. Psicoterapia aberta formas de encontro. Ed ágora, São Paulo, 1988.

Filmes :juntos pela vida , Pride o orgulho de uma nação , garotas do calendário .

Fontes , Ofélia. Heróis da comunidade mundial. Ed expressão e cultura /MEC, Rio de Janeiro,1973.